Sustennutri

08 de Jun

Valor da arroba do bezerro e estimativas do consumo mundial de carne bovina

Adaptado de Farmnews (www.farmnews.com.br)

Por Zootecnista Henrique Costa Filho, MSc

Consultor Técnico Sustennutri


 

A suspensão de 5 plantas de exportação para a China tumultuou o mercado físico e futuro no final desse mês de maio. Além disso, o dólar ao redor de R$ 4,75 e o consumo interno fraco, auxiliam ainda mais as incertezas no mercado do boi gordo. Mas, se o cenário para o pecuarista de recria/engorda está nebuloso, alguns fatores podem servir de estímulo, como o preço da @ do bezerro e a expectativa do consumo mundial de carne bovina em 2022, onde o Brasil é um dos mais importantes players do mercado. É o que veremos a seguir.

 

O preço da arroba do bezerro em maio de 2022 segue em queda e no menor valor desde outubro de 2020.

 

Segundo o Farmnews, na parcial de maio, até o dia 26, o preço médio mensal da arroba do bezerro (Cepea, Mato Grosso do Sul) alcançou o terceiro mês consecutivo de queda e o menor patamar desde o final de 2020.

A Figura a seguir ilustra a evolução nominal do preço médio mensal da arroba do bezerro entre janeiro de 2018 e a parcial de maio de 2022, segundo dados do Cepea.

preço da arroba do bezerroFonte: Dados do Cepea (adaptado por Farmnews) 

 

O preço da arroba do bezerro em maio de 2022, até o dia 26, de R$374,70 de média foi o menor desde outubro de 2020 (R$360,30).

 

Vale destacar também que o preço parcial de maio de 2022 de R$374,70 por arroba foi 17,6% menor que o valor nominal observado em maio de 2021 (R$454,60). Contudo o valor de 2022 segue 41,5% acima do praticado em maio de 2020 (R$264,80).

Com as quedas consecutivas no preço do bezerro o ágio da arroba da categoria de reposição frente a arroba do boi gordo segue em torno de 15,0% pelo terceiro mês consecutivo (Cepea). É importante lembrar que em outubro de 2021 o ágio da arroba do bezerro alcançou a máxima histórica de 56,0% em relação ao boi gordo e, de lá para cá o valor caiu sensivelmente. Com esse ajuste entre os valores das duas categorias, de reposição e de abate, a relação de troca voltou a ficar próxima de 2,0 bezerros por boi gordo de 16,5@, o que não acontecia desde janeiro de 2020. 





 

A expectativa para 2022 é que o consumo mundial de carne bovina alcance novo recorde.

 

Caso os dados esperados de consumo mundial se confirmem em 2022, o consumo de carne bovina será recorde, com valor de 56,89 milhões de toneladas. O aumento será estimulado principalmente pela alta esperada na China e Índia, entre os maiores consumidores mundiais.

E o aumento do consumo chinês impulsiona a exportação de carne bovina do Brasil que em abril de 2022 somou US$977,7 milhões, valor 63,5% acima do observado no mesmo período de 2021 (US$598,0 milhões). 

A Tabela a seguir apresenta os dados de consumo de carne bovina, em milhões de toneladas em equivalente carcaça, entre 2018 e a expectativa para 2022, no mundo e principais países, segundo USDA (abr-22).

Tabela

Descrição gerada automaticamente

O consumo mundial de carne bovina em 2022 deve aumentar 0,5% em relação a 2021 e alcançar o maior valor histórico, de 56,89 milhões de toneladas.

 

Os Estados Unidos seguem como maior produtor e consumidor mundial de carne bovina, mas, seguido cada vez mais de perto pela China que, em 2022 deve superar a marca de 10,0 milhões de toneladas de carne bovina pela primeira vez. O consumo chinês foi estimado em 10,22 milhões de toneladas para 2022, enquanto dos Estados Unidos 12,69 milhões de toneladas.

O Brasil, terceiro maior consumidor mundial deve apresentar uma leve recuperação no consumo frente a 2021. Lembrando que a demanda doméstica nacional vem de 2 quedas consecutivas entre 2020 e 2021, fazendo o consumo cair de 7,92 milhões de toneladas em 2019 para 7,24 milhões de toneladas em 2021. No acumulado entre 2018 e 2022 o consumo brasileiro deve recuar 7,7%.

Aliás, além do Brasil, o consumo deve acumular queda no período entre 2018 e 2022 pela UE, Argentina e Rússia. A queda no consumo russo tende a ser mais significativa, de quase 18,0% como resultado dos efeitos negativos do conflito com a Ucrânia.

Fonte: CompreRural

 

Valor da arroba do bezerro e estimativas do consumo mundial de carne bovina

Sustennutri

notícias relacionadas