Sustennutri

21 de Dec

Presente de Natal para a pecuária brasileira

Por Zootecnista Henrique Costa Filho, MSc

Consultor Técnico Sustennutri

 

O presente de Natal que todo pecuarista aguardava, finalmente chegou e ainda a tempo. Na madrugada do dia 15/12, o órgão governamental chinês alfandegário (GACC) declarou que está permitida a volta das importações de carne bovina brasileira a partir desta data. E, durante a manhã, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) brasileiro emitiu um comunicado confirmando a liberação das exportações de carne bovina à China, destacando que até mesmo a carne que foi produzida entre o dia 04/09/2021 e 14/12/2021, e que atenda aos requisitos chineses poderá ser certificada. Além disso, a certificação volta a ser emitida a partir do dia 15/12/2021 para novas cargas.

Após 103 dias de embargo, temos a volta do principal importador de carne bovina em 2021 às compras.

 

Essa ótima notícia já refletiu automaticamente no mercado, com a @ sendo valorizada entre R$ 10 a R$ 15 ao preço praticado antes do levantamento do embargo, e com os principais frigoríficos exportadores voltando a pagar melhores preços aos pecuaristas que, aproveitando que a maior parte dos animais já está a pasto, consegue reter a sua boiada em busca de melhores ofertas pelo seu produto.

 

Da mesma forma, na B3, os valores futuros da @ também foram corrigidos, vejamos os valores de contrato futuro para os dias 10/12/21 (com embargo) e 17/12/21 (sem embargo):

MÊS

10/12/21

17/12/21

DIFERENÇA R$

DIFERENÇA %

DEZ

307,55

325,55

+ 18,00

+ 5,85

JAN

314,25

337,25

+ 23,00

+ 7,32

FEV

314,50

335,95

+ 21,45

+ 6,82

MAR

309,70

331,05

+ 21,35

+ 6,89

MAI

307,05

328,50

+ 21,45

+ 6,98


 

Que em 2022 possamos ter um mercado estável e com valores iguais ou maiores que o ano que termina.

Presente de Natal para a pecuária brasileira

Sustennutri

notícias relacionadas