Sustennutri

24 de Nov

Preço do boi gordo sobe quase 20% desde a mínima em outubro

Adaptado por Zootecnista Henrique Costa Filho, MSc

Consultor Técnico Sustennutri

Segundo o Farmnews (www.farmnews.com.br), o preço do boi gordo acumulou forte ganho, de quase 20%, desde a mínima observada em outubro, e volta a operar acima de R$300,00 por arroba em novembro. Entre os dias 28 de outubro e 16 de novembro, o preço da arroba do boi gordo segundo Cepea acumulou ganho de 19,3%, variando de R$254,10 a R$303,20 no período.

 

Vale lembrar que o preço do animal para abate no País foi muito pressionado com a suspensão da importação de carne bovina brasileira para a China que ficou evidente a partir dos dados de outubro. Ao longo da parcial de 2021, até o dia 16 de novembro, o preço do boi gordo oscilou entre uma perda de 7,2%, em novembro, em relação ao valor praticado no início do ano e, o ganho de 17,6% na mesma base de comparação, em junho. A queda no preço do boi gordo em outubro de 2021, na base mensal de comparação, foi a maior desde o ano de 2006. A Figura a seguir ilustra a variação acumulada do preço do boi gordo ao longo de 2021, segundo dados do indicador Cepea.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O preço do boi gordo (Cepea) apresentou forte volatilidade entre outubro e novembro, com ganho de cerca de R$50,00 por arroba desde a mínima do ano, em outubro (R$254,10 por arroba). É importante destacar que a queda no preço da arroba do boi gordo pressionou a relação de troca por bezerros que, foi a menor da história em outubro de 2021. Isso porque embora o preço do bezerro esteja acumulando consecutivas quedas, as baixas foram muito menores que as observadas para o boi gordo, pelo menos até outubro. Na parcial de novembro de 2021 o preço da arroba do bezerro operou abaixo de R$400 pela primeira vez desde janeiro.

 

O ritmo de alta permanece no mercado físico de boi gordo em São Paulo e com isso novas referências vão surgindo. Com a queda de braços entre pecuaristas e frigoríficos se intensificando, negócios de R$ 320,00 por arroba vão se tornando cada vez mais comuns no estado paulista. Na B3, o contrato futuro de boi gordo com vencimento para nov/21 também valorizou e encerrou o dia cotado em R$ 314,00 por arroba, com alta de 0,53% no comparativo diário (em 18/11/2021).

 

Essa valorização também se reflete no mercado futuro do boi gordo, tanto para o vencimento de janeiro, como maio de 2022, seguem com projeções acima dos valores praticados no mercado físico, no mesmo período de 2021. Isso porque o valor do contrato para vencimento em janeiro de 2022 foi cotado no dia 19 de novembro (no meio da tarde) a R$326,10 por arroba. O valor médio nominal do boi gordo (Cepea) em janeiro de 2021 foi de R$289,00 por arroba. Aliás, o valor de R$326,10 por arroba) no dia 19 de novembro foi muito próximo da máxima observada para o vencimento no início de agosto (R$330,00). Considerando o vencimento em maio de 2022 (BGIK22) ainda que a liquidez esteja baixa, o contrato no dia 19 de novembro foi cotado a R$320,00 por arroba e, lembrando que o valor nominal médio praticado em maio de 2021 (Cepea) foi de R$310,50 por arroba.

Preço do boi gordo sobe quase 20% desde a mínima em outubro

Sustennutri

notícias relacionadas