Sustennutri

21 de Dec

Índice de custo de produção de bovinos confinados - ICBC Novembro de 2020

https://www.lae-fmvz-usp.com/

Adaptado por Zootecnista Henrique Costa Filho

Consultor Técnico Sustennutri

 

O LAE – Laboratório de Análises Socioeconômicas e Ciência Animal do VNP-FMVZ/USP, coordenado pelo Prof. Dr. Augusto Hauber Gameiro, publica mensalmente o Índice de Custos de Produção de Bovinos Confinados – ICBC. Apesar de serem custos de São Paulo (confinamento médios e grandes) e Goiás e não contemplar dados de estados da região norte (quem sabe tenhamos essa inclusão no futuro), as informações podem ser usadas como um indicador de desempenho para esses estados, apontando tendências.

Na 42ª edição do Informativo do Índice de Custo de Produção de Bovinos Confinados (ICBC), os custos da diária-boi (CDB) no mês de novembro aumentaram para os confinamentos representativos do Estado São Paulo grande (CSPg), médio (CSPm) e de Goiás (CGO), conforme pode ser observado na Tabela 1.

Os preços dos principais insumos alimentares utilizados nas rações dos animais em confinamento seguem apresentando aumento, por mais um mês consecutivo. Os itens de alimentação como milho e sorgo apresentaram acréscimos de 9% e 18%, respectivamente, no estado de SP, enquanto em Goiás esses aumentos foram de 11% e 5%, naquela mesma ordem.

Como consequência, os custos de alimentação nas propriedades representativas de CSPm, CSPg e CGO aumentaram em 12,5%, 11% e 15%, respectivamente.

Ao fazer uma análise, pode-se observar, pelo quinto mês consecutivo, aumento do ICBC. Nos últimos doze meses o aumento foi de 40%, 39,5% e 41%, respectivamente, para as propriedades representativas de CSPm, CSPg e CGO.

O preço pago pelo animal de reposição (boi magro de 360 quilos), nos últimos doze meses, aumentou 57% em São Paulo e 36% em Goiás. Isso implica diretamente em maior demanda de capital para aquisição e, portanto, maiores custos de oportunidade e custo total de produção.

O Custo Total (CT) obtido no mês de novembro, quando comparado com o mês anterior, apresentou aumento de 11% nos confinamentos de CSPm, CSPg; e de 13% no confinamento CGO.

Considerações da análise de custos:

O método de alocação dos custos contempla quatro categorias: i) custos variáveis (aquisição de animais e despesas relacionadas); ii) custos semifixos (energia elétrica, telefonia e combustíveis); iii) custos fixos (mão de obra, depreciações e manutenções); e iv) renda dos fatores (juros sobre o capital de giro e sobre o capital próprio). Desta forma todos os itens de custos foram inclusos conforme a Teoria Econômica. A análise de todos os custos se faz necessário para evitar a descapitalização do produtor na atividade. Entretanto, é comum analisar os resultados por meio de outros indicadores. A Tabela 2 demonstra os custos resumidos com os principais indicadores da atividade.

 Tabela 2. Custos de produção no mês de novembro de 2020, em R$/@


Considerações Metodológicas do Estudo:

Os coeficientes técnicos levantados foram descritos na Tabela 3, os quais serão atualizados regularmente para acompanhar a evolução tecnológica da atividade.

Índice de custo de produção de bovinos confinados - ICBC Novembro de 2020

Sustennutri

notícias relacionadas