Sustennutri

31 de Mar

Água e sua importância para a Nutrição Animal

Zootecnista Henrique Costa Filho, MSc

Consultor Técnico Sustennutri

 

A água é um nutriente de extrema importância na nutrição animal, pois está presente em inúmeros processos no organismo, os quais são essenciais para manutenção da vida animal. O transporte de nutrientes e metabólitos, digestão e metabolismo de nutrientes, regulação da temperatura corporal, são exemplos de processos em que a água está diretamente ligada.

Contudo, esse nutriente muitas vezes não é lembrado, e sua ausência pode gerar desidratação e inúmeros distúrbios metabólicos e, em casos severos, levar à morte do animal. 

O consumo de água por bovinos precisa compensar a perda da mesma pela urina, fezes, salivação, evaporação, leite, assim como promover a regulação da temperatura corporal e do rúmen e para que os processos metabólicos ocorram normalmente no organismo do animal. Em outras palavras, o bovino consome grandes quantidades de água para compensar todos esses processos citados. 

Em pastejo, devido a longas distâncias ou devido ao difícil acesso (terreno montanhoso) os bovinos tendem a procurar menos os bebedouros devido ao maior esforço físico que terão que desempenhar, ou seja, os bovinos neste sistema consomem menos água do que necessitam e por consequência, acaba afetando a produção.

Recomendações

  • O fluxo de água deve permitir a renovação pelo menos duas vezes ao dia.
  • O acesso a água de qualidade deve ser facilitado tanto no sistema a pasto quanto em confinamento, para permitir o melhor desempenho do animal.
  • O dimensionamento dos bebedouros (naturais ou artificiais) devem permitir que vários animais bebam água ao mesmo tempo.
  • Frequentemente, deve-se realizar a limpeza dos bebedouros/reservatórios para evitar o crescimento de microrganismos causadores de doenças.

Além disso tudo, a qualidade da água oferecida deve ser bastante considerada. Em recente trabalho de pesquisa, Schutz e colaboradores (maio/2019), observaram o que acontecia com o consumo de água quando era fornecida sob 3 aspectos de contaminação com esterco:

  • Clean = sem contaminação;
  • Low = contaminação com 50 mg de esterco/litro de água;
  • High = contaminação com 1 g de esterco/litro de água (20 vezes mais contaminado que o Low).

Na observação 1 se mediu o consumo de água em 24 horas e, apesar dos tratamentos Clean e Low serem iguais na análise estatística, ainda assim o consumo do tratamento Low foi 10% inferior ao Clean. Já o tratamento High foi diferente dos demais, e o consumo foi 28% inferior ao tratamento Clean.

Gráfico, Gráfico de barras

Descrição gerada automaticamente

 

Na observação 2 se mediu o consumo de água em 24 horas quando comparados os tratamentos dois a dois. Na opção Clean x High, o consumo de água do tratamento Clean foi 99% superior ao tratamento High; na opção Clean x Low, o consumo de água do tratamento Clean foi 75% superior ao tratamento Low; na opção High x Low, o consumo de água do tratamento Low foi 99% superior ao tratamento High.

Gráfico

Descrição gerada automaticamente

 

Este trabalho nos mostra que, além da quantidade de água oferecida aos animais devemos nos preocupar, também, com a qualidade dessa água oferecida.

 

 

 

Água e sua importância para a Nutrição Animal

Sustennutri

notícias relacionadas